Amor é um funeral

sábado, 19 de dezembro de 2009

De corações, é uma ode à crueldade, quando os anjos choram sangue sobre o nascimento das flores malditas. Quando amor é uma arma, separando-me de você e eu, nós estávamos acostumados a estar juntos, todo dia juntos, sempre. Eu não posso acreditas que isso poderia ter um fim, parece entanto que você está deixando ir. Eu sei só que você está dizendo, então, por favor, pare de explicar, não me diga por que isso magoa, não fale, eu sei o que você está pensando, eu não preciso de suas razões. Nossas memórias, elas podem ser convidativas, mas algumas são totalmente assustadoras, como nós morremos ambos, você e eu, com minha cabeça em minhas mãos, eu sento e choro.

Ilária Oliveira. Tecnologia do Blogger.