Insistências e convicções

segunda-feira, 26 de março de 2012


Apesar da saudade, tenho sentido uma distancia enorme entre agente. Mas disso eu já sabia. Só quis acreditar que não fosse acontecer. Só fingi, e ando sem querer ainda enxergar essa realidade. Sei das minhas insistências e convicções. Sei também dos riscos que me pus a correr. Sempre soube de tudo. E quis por muitas vezes controlar. Não envolver. Porém, quando me dei conta, tudo era mais grave do o que imaginava. Desde então, e cada dia mais frequente... Eu durmo você. Sonho você. Rio você. Choro você. Penso você. Escrevo e leio você. Ouço e cantarolo você. E quando acordo! Acordo você. E como disse o Chico Buarque, continuo te adorando até pelo avesso, só pra te mostrar que ainda sou tua.

Ilária Oliveira. Tecnologia do Blogger.