Corda bamba

sexta-feira, 6 de maio de 2011




"Com tanto chão para se andar, 
É nessa corda bamba que ela aprendeu em desequilíbrio, 
que nascera com alma de trapezista. 
Nem importa muito terminar o caminho, 
é o passo a passo, pé ante pé, é o quase despencar, 
é o escorregar e de ponta cabeça balançar com a corda nos pés, 
como quem diz: 
Te enganei… Achou que eu fosse cair, né?"

Drika Gomes


Tenho sido exaustiva. Tem ocasiões em que me sinto como se fosse enlouquecer, devido aos malabarismos para conciliar a aprovação de gregos e troianos e a companhia do meu tédio.
Vivo na corda bamba. Tentando me esconder nos cantos.

Ilária Oliveira. Tecnologia do Blogger.